sábado, 18 de fevereiro de 2017

Marinha retira 2.726 itens proibidos de quatro unidades prisionais potiguares

Passaram por vistoria as Cadeias Pública de Natal e de Mossoró, a Penitenciária de Alcaçuz e a Mário Negócio (Foto: Divulgação Marinha).

A varredura realizada por fuzileiros navais na sexta-feira, 17, na Cadeia Pública de Natal resultou na retirada de 730 itens proibidos aos detentos. Esta foi a quarta vistoria realizada pela Marinha no RN. Ao todo, os fuzileiros já retiraram 2.726 objetos proibidos de quatro unidades prisionais no Estado, como celulares, armas brancas e drogas.

Além da Cadeia Pública de Natal, a Marinha já vistoriou a Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), onde foram encontrados 716 itens proibidos. Em Mossoró, os fuzileiros fizeram varredura na Cadeia Pública (452 objetos removidos), e na Penitenciária Agrícola Dr. Mario Negócio, unidade com o maior volume de apreensões, com 828 itens descobertos.
Os materiais apreendidos na Cadeia Pública de Natal na sexta-feira foram:
  • 37 celulares;
  • 222 armas brancas;
  • 27 chips de celulares;
  • 125 materiais suspeitos de serem narcóticos e;
  • 319 outros itens proibidos, como cortadores de unha e pinças.
A operação de varredura conta com o apoio de agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais (GOE) e policiais militares. Na vistoria, foram usados cães farejadores, detectores de metal e aparelhos de raio-X.
As tropas federais foram liberadas para realizar vistorias nas unidades prisionais por meio de decreto do presidente Michel Temer. Os militares estão passando nas unidades em busca de armas, aparelhos de telefone e drogas, além de prevenir possíveis fugas, buscando ainda por túneis e ferramentas para escavação.
A vistoria e inspeção das unidades prisionais foram realizadas por Fuzileiros Navais especializados, vindos de outros Estados, com experiência neste tipo de trabalho, que participaram de ações de varredura durante a Copa do Mundo 2014, a Olimpíada 2016, a Pacificação de comunidades e em Missões de Paz.
Fonte: O Mossoroense